Procurar... Menu
Paris Sempre Paris

Um jardim (quase secreto) em Paris, inteiramente dedicado à Anne Frank

19 de novembro de 2017

Por Rogerio Moreira

Trago aqui, mais uma sugestão de passeio fora do grande circuito turístico de Paris. Trata-se de um jardim escondido entre prédios no Marais, no 3º arrondissement, praticamente ao lado do Centre Pompidou, onde você provavelmente só chegaria por acaso ou por uma dica como esta…

O espaço foi inaugurado em 20 de junho de 2007 com a presença de autoridades da cidade e também de Hans Westra, diretor da Casa Anne Frank em Amsterdam.

O jardim, como o nome sugere, é uma homenagem a Anne Frank (1929-1945), a menina alemã de origem judaica, vitimada pelo holocausto. Mesmo morrendo aos 15 anos em um campo de concentração em 1945, Anne se tornou um símbolo contra a intolerância, assim que seu diário foi descoberto após o fim da segunda guerra e publicado em 1947. A obra foi citada, em 1999, como a 19º melhor, no ranking dos 100 livros mais importantes do século, promovido pelo jornal francês Le Monde. Vendeu mais de 30 milhões de cópias, em 60 países e mais de 70 idiomas.

Neste diário, Anne conta como foram os dias em que viveu escondida juntamente com sua família no “anexo secreto”, um quarto oculto na sobreloja da empresa de seu pai em Amsterdam, na época em que os nazistas ocupavam a cidade.

Em seus relatos, Anne cita a existência de uma castanheira em frente à sua janela no esconderijo. A árvore resistiu ao tempo até o ano de 2010 quando já estava apodrecendo e foi derrubada pelos fortes ventos de uma tempestade. Veja AQUI a notícia da época.

Uma árvore da mesma espécie foi plantada em Paris e está bem na entrada do espaço desde a sua inauguração.

Confira nosso álbum no Pinterest com mais fotos deste jardim

Também na entrada, próximo à castanheira existem duas esculturas em homenagem ao poeta romeno Paul Celan, filho de judeus de lingua alemã, obras de Alexander Polzin (foto abaixo). Leia mais sobre esta homenagem AQUI (utilize a opção “Traduzir página”).

Foto: parisladouce.com

O jardim ocupa uma área de 4.000m² nos antigos jardins do – Hotel Saint Aignan, onde hoje funciona o Museu de Arte e História do Judaísmo e é o único jardim público daquele distrito.

Fui conhecer o jardim e reunir as informações para compartilhar com vocês.

O espaço é dividido em três partes, a primeira com estilo contemporâneo, tem alguns bancos e uma mesa de xadrez, a parte central é mais antiga, ao estilo do século XVII, lembra um pouco uma parte do jardim de Versalhes e a última parte é um pomar com um parque infantil.
Nas grades laterais, um mural foi fixado contando a história de Anne, com textos e fotos dela e de seus familiares.

Mural com informações sobre Anne e sua família.

Este passeio acaba sendo uma grata surpresa para quem caminha de forma despretensiosa pelo bairro e se depara com esse verdadeiro refúgio com muito verde, onde crianças brincam no playground e adultos reservam alguns minutos para reflexão, longe da agitação da Paris que conhecemos hoje.

Os privilegiados moradores da região cuidam e compartilham este espaço e até cultivam ali, um pomar e uma pequena horta com diversos tipos de verduras e hortaliças.

Quer visitar? Confira a localização:
Metrô Rambuteau – Linha 11 (Marrom)

Quer saber mais sobre Anne Frank? CLIQUE AQUI

GOSTOU DESTE POST? COMENTE E COMPARTILHE. ISSO NOS AJUDA A MELHORAR NOSSO TRABALHO PARA VOCÊ!

Para relatar um erro, envie uma mensagem para redacao@parissempreparis.com.br

Siga-nos em nossos outros canais:
Facebook ParisSempreParis
Instagram @ParisSempreParis
Twitter @Sempre_Paris
Pinterest ParisSempreParis
YouTube ParisSempreParis

As melhores opções de Voos para Paris, você encontra AQUI