Procurar... Menu
Paris Sempre Paris

Subir a Torre Eiffel pelas escadas. Vale a pena?

27 de agosto de 2015

Que me perdoem o Big Ben, a Estátua da Liberdade ou o Burj Khalifa, mas a Torre Eiffel, símbolo emblemático de “Parrí”, é indiscutivelmente a silhueta mais cobiçada do mundo. Quase 7 milhões de pessoas visitam a ‘Dama de Ferro’, como dizem os parisienses, por ano. Quem, em uma pernada pela cidade, não sai a procura dela no horizonte? Todo mundo quer uma lasquinha: quer ver, tocar, subir, fotografar…
O que nem todos sabem, porém, é que a “experiência Torre Eiffel” pode ser ainda mais, digamos, íntima. Quem quiser pode explorá-la por dentro, percorrendo os seus cantinhos mais secretos. É a possibilidade de subir a Torre pelas escadas que levam do chão ao 2° andar.

Clique nas imagens para ampliar.

001-torre-eiffel-pelas-escadas-1

São ao todo 704 degraus em lances de escada em zig zag que, a cada curva, desvenda ângulos únicos da cidade luz.

001-torre-eiffel-pelas-escadas-31

Além desse tour diferenciado que só quem dispensa o elevador tem, subir a torre na panturrilha tem outras vantagens bem vindas:

001-torre-eiffel-pelas-escadas-2

Depois de atingir o 2° andar (e constatar que os pulmões estão em dia), pegue o elevador até o 3° e aprecie Paris lá de cima. No intervalo entre as subidas e descidas, aproveite as atrações de cada andar, que vão de restaurantes e loja de souvenir a museu e cinema. Dica: no 3° andar, gaste € 12 sem culpa na Champanheria e brinde sua chegada ao topo da Torre na maior elegância. Santé!

Fonte: Site terminaldeembarque.com